Informações sobre plantas medicinais

Glossário do Sistema Respiratório


Vamos conhecer alguns termos sobre as propriedades medicinais de plantas que podem ajudar no tratamento de doenças comuns que ocorrem no Sistema Respiratório.

 

Foto 3

 

O Sistema Respiratório humano é constituído pelas vias aéreas superiores e inferiores. As vias aéreas superiores compreendem as fossas nasais, boca, faringe e a laringe. Já as vias aéreas inferiores compreendem um par de pulmões, traqueia, brônquios, bronquíolos e os alvéolos.

O nosso sistema respiratório apresenta a função básica de trocas gasosas, com a entrada de oxigênio e a saída do gás carbônico.

Ao permitir a entrada de ar, permite também a entrada de partículas e microrganismos como fungos, bactérias e vírus que podem provocar algumas doenças como bronquite, pneumonia e sinusite.

Desta forma, pode haver um aumento da produção de muco seguida de tosse ou escarro que ajudará a eliminar estes invasores.

Alguns indivíduos apresentam dificuldade neste mecanismo e precisam fazer o uso de algum produto que auxilie na expectoração e diminuição do excesso de muco.

Vamos conhecer alguns termos e plantas que podem ajudar quem apresenta estes problemas?


Foto 2

 

Expectorante: substância ou medicamento que auxilia na eliminação das secreções presentes na traqueia e/ou brônquios.

Broncodilatador: substância ou medicamento que promove a dilatação dos brônquios.

Fonte:

Coelho, A. D., Cavalcanti, V. P., Marques, É. A., Salimena, J. P., Carvalho, A. A. de, Pinto, J. E. B. P., & Bertolucci, S. K. V. Como preparar corretamente o seu chá e obter os benefícios das plantas medicinais. 1. ed. – Lavras : NEMAC/NEPRON/UFLA, 2020. 25 p. – (Boletim de extensão NEMAC e NEPRON ; 1)


Foto 1

 

Exemplos de plantas medicinais com ação expectorante e broncodilatadora:


Guaco (Mikania laevigata e Mikania glomerata)

Chambá (Justicia pectoralis)


Fonte:
BRASIL. Formulário de Fitoterápicos da Farmacopéia Brasileira. 1ª ed. Brasília: Agência Nacional de Vigilância Sanitária, 2011, 126 p.
Superintendência de Assistência Farmacêutica da Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco. Cartilha de Plantas Medicinais e Medicamentos Fitoterápicos. Acesso em: 17 de Abril de 2020. Disponível em: <http://farmacia.saude.pe.gov.br/sites/farmacia.saude.pe.gov.br/files/cartilha.pdf>.
Fonte da foto do guaco: autoria própria.
Fonte da foto do chambá: By scott.zona from Miami, Florida, USA – Justicia pectoralis 01Uploaded by pixeltoo, CC BY 2.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=18544385



Glossário do Chá Medicial


Vem com a gente aprender o que são os chás medicinais, as suas formas de preparo e como utilizar o chá para obter os benefícios das plantas medicinais!

 

WhatsApp Image 2020-06-16 at 10.23.21

 

O que é o chá medicinal?

Chá medicinal: material vegetal com fins medicinais a ser preparado por meio de infusão, decocção ou maceração em água pelo consumidor.

 

Fonte: RDC N° 26, DE 13 DE MAIO DE 2014


WhatsApp Image 2020-06-16 at 10.23.46

 

Formas de preparo do chá medicinal

Decocção: preparação, destinada a ser feita pelo consumidor, que consiste na ebulição do material vegetal em água potável por tempo determinado. Método indicado para órgãos vegetais com consistência rígida, tais como cascas, raízes, rizomas, caules, sementes e folhas coriáceas ou que contenham substâncias de interesse com baixa solubilidade em água.

Infusão: preparação, destinada a ser feita pelo consumidor, que consiste em verter água potável fervente sobre o material vegetal e, em seguida, tampar ou abafar o recipiente por um período de tempo determinado. Método indicado para órgãos vegetais de consistência menos rígida, tais como folhas, flores, inflorescências e frutos, ou com substâncias ativas voláteis ou ainda com boa solubilidade em água.

Maceração com água: preparação, destinada a ser feita pelo consumidor, que consiste no contato do material vegetal com água potável, a temperatura ambiente, por tempo determinado, específico para cada órgão vegetal. Método indicado para órgãos vegetais que possuam substâncias que se degradem com o aquecimento.

 

Fonte: RDC N° 26, DE 13 DE MAIO DE 2014


WhatsApp Image 2020-06-16 at 10.24.29

 

Formas de uso do chá medicinal

Uso interno: É a forma de administração de chás por via oral, ou seja, a ingestão pela boca.

Uso externo: É a aplicação do chá diretamente na pele, ou seja, na superfície do corpo, ou nas mucosas facilmente acessíveis (garganta, nariz, órgãos genitais). Por exemplo: administração via oral, nas formas de gargarejo ou bochecho, sem ingerir o produto.

 

Fonte: Adaptado dos seguintes documentos: Formulário de Fitoterápicos da Farmacopeia Brasileira (2018); Boletim de Extensão NEMAC e NEPRON (2020)



Documentos oficiais para consulta sobre o uso seguro das plantas medicinais


Todos os três documentos apresentados a seguir foram publicados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que é o órgão regulador que tem por finalidade institucional promover a proteção da saúde da população.

 

WhatsApp Image 2020-05-26 at 17.18.55


Farmacopeia Brasileira: é o Código Oficial Farmacêutico do País, onde se estabelecem, dentre outras coisas, os requisitos mínimos de qualidade para fármacos, insumos, drogas vegetais, medicamentos e produtos para a saúde. Tem por finalidade promover a saúde da população, estabelecendo requisitos de qualidade e segurança dos insumos para a saúde, especialmente dos medicamentos, apoiando as ações de regulação sanitária e induzindo ao desenvolvimento científico e tecnológico nacional. Atualmente está em sua 6ª edição.

 

A seguir está o link para acessar a 6ª edição da Farmacopeia Brasileira: http://portal.anvisa.gov.br/farmacopeia-brasileira


1


Formulário de Fitoterápicos: é um dos componentes da 5ª edição da Farmacopeia Brasileira, publicado em 2011. Todas as formulações publicadas no formulário estão embasadas em vasta literatura científica disponibilizada internacionalmente e que tratam de dados de eficácia e segurança das plantas utilizadas nas formulações. Em 2018 foi publicado o seu Primeiro Suplemento.

 

A seguir está o link para acessar o Formulário de Fitoterápicos da Farmacopeia Brasileira: http://portal.anvisa.gov.br/formulario-fitoterapico

 

WhatsApp Image 2020-05-26 at 17.18.55 (1)


Memento Fitoterápico: publicado em 2016, é também um dos componentes da Farmacopeia Brasileira, sendo um documento para consulta rápida por profissionais prescritores. Visa orientar a prescrição de plantas medicinais e fitoterápicos e, para isso, oferece 28 monografias com conteúdos baseados em evidências científicas. Dentre estas, 17 monografias são de espécies que estão na Lista de Plantas Medicinais de Interesse do SUS (Renisus).

 

A seguir está o link para acessar o Memento Fitoterápico da Farmacopeia Brasileira: http://portal.anvisa.gov.br/memento-fitoterapico